Prefeitura de

Rio dos Cedros

Buscar

Canoagem em corredeiras

Rio dos Cedros possui um dos melhores rios do país para a prática da “canoagem em corredeiras” - Marco Aurélio.

Possui um rio com corredeiras de diversos níveis de dificuldade, proporcionando aventura tanto para iniciantes quanto à profissionais que tenham a oportunidade de praticar a canoagem em um belíssimo lugar.

Importante: O nível do rio muda bastante de um dia para o outro, subindo e descendo conforma variação de chuvas e do nível de água liberado pelas represas, fazendo com que a dificuldade/diversão da descida mude bastante.

Dicas de segurança:
- A prática do esporte é de responsabilidade de cada indivíduo.
- Verifique se há condições meteorológicas e se a época do ano é favorável para a prática da atividade.
- Conheça previamente o nível de dificuldade do circuito.
- Observe se o circuito tem pontos de evacuação para saídas emergenciais.
- Analise se todos os equipamentos estão em bom estado de uso e conservação.
- Só pratique a atividade se estiver acompanhado de um condutor especializado e comprovadamente conhecedor da atividade.

------------------------------------
PARTE BAIXA - COMO CHEGAR
------------------------------------
Entrando na cidade de Rio dos Cedros, deve-se seguir em direção a região dos lagos (a cidade conta com 2 barragens).
Terminando o asfalto, iniciará um trecho em estrada de terra, e a partir daí deve-se ficar atento a um bar chamado Rota do Sol. Esse é o ponto onde normalmente termina a descida. Na verdade a descida termina uns 200 metros pra frente onde tem uma corredeira que chamamos de "Gilete", mas o bar é ideal para deixar carros estacionados, isso somando-se ao fato de a proprietária sempre ter aquela cerveja gelada para a confraternização pós-remada.

A partir do bar, você deverá seguir a estrada, até chegar em um ponto onde há uma casa de madeira azul na beira da estrada e uma "pinguela" (ponte pênsil com passagem apenas para pedestre/ciclista). Este é o ponto de entrada no rio.

A DESCIDA

Esse trecho é recomendado para iniciantes, pois tem um desnível pequeno, não possui sifões, não são necessárias portagens. A parte mais complicada são as 2 primeiras sequências logo após a entrada no rio. A primeira – pinguela – é uma sequência de aproximadamente uns 150 metros com 3 pequenas quedas no final dela. Pode-se fazer esse trecho pela linha da esquerda onde forma-se um pequeno "S" antes das 3 quedas, ou no caso de não se sentir seguro para tal, faça bem pelo seu lado direito, entrando nas 3 quedas no final. Logo após esse trecho há um remanso e em seguida a segunda parte mais "complicada", que é uma pequena sequência com um desnível acentuado onde você terá que fazer uma espécie de "slalom" entre pedras. Após isso o trecho se resume a corredeiras sem grandes dificuldades. Fique atento pois em dois lugares o rio se dividirá em 2 ou 3 caminhos, e você deverá seguir pela sua esquerda.

Atenção: O relato acima é baseado no rio em nível normal. Se você for iniciante e quando chegar no local o rio estiver cheio, é indicado não fazer o trecho da "pinguela" pois estará bem mais forte. Você poderá então entrar no rio logo abaixo onde há no lado esquerdo da pista uma casa com uma borracharia anexa.

------------------------------------
PARTE ALTA - COMO CHEGAR
------------------------------------
Seguindo o mesmo caminho da parte baixa, continue em frente até chegar ao local onde há duas pontes, uma ao lado da outra, sendo que uma delas é coberta, e fechada ao transito (nesta ponte há mesas, churrasqueira, etc). Este será seu ponto de término da descida. A partir daí, siga até chegar na Usina Hidrelétrica, este será seu ponto de entrada no rio. A entrada se dá pela lateral e parte de trás da usina. Tome cuidado para não danificar nada.

A DESCIDA

A descida desse trecho tem cerca de 2km e um desnível de aproximadamente 80 metros entre o início e o fim, em que você encontrará corredeiras relativamente fortes, sequências longas e poucos pontos de remanso. Atenção especial ao início, pois você já entrará no rio em meio a primeira sessão de corredeiras. Os principais pontos da descida são a "Cirurgia" – sequência forte e com um "buraco" no final – e a "Quebra Ossos" – corredeira forte com uma pedra no meio que normalmente está submersa, mas pode atrapalhar a sua descida, e principalmente, machucar se você passar nadando. Em ambas pode ser importante fazer scout. Na "quebra ossos" o scout é feito na margem direita do rio, mas para descer lembre-se de cruzar pegando a linha da esquerda do rio. Após isso mais algumas sequências não muito grandes e logo você avistará as duas pontes.

Informações Adicionais
Dificuldade: Classe II - III (IV)
Scout & Portagem: Moderado
Tempo: ~ 2 horas
Contato: dougbarg@yahoo.com.br

Mais Informações:
http://www.kayakbrasil.com.br/guia-de-rios/item/158-rio-dos-cedros-sc.html


Localização

Rio Esperança - Ponte Restaurada, Estrada Geral s/nº Próximo a Rede TOP e Posto Pilar

Como chegar:

Seguir em direção à Região dos Lagos

Contatos

Prefeitura Municipal de Rio dos Cedros
Fone: (47) 3386-1050
ouvidoria@riodoscedros.sc.gov.br
Diretoria Municipal de Turismo, Cultura e Eventos
Fone: (47) 3386-1050
turismo@riodoscedros.sc.gov.br